sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

SHOW DA MADONNA - MORUMBI/SP - 18/12/2008

Inicialmente vocês podem estar se perguntando porque postar assunto diferente das receitas neste espaço, mas prometo que no final vocês vão me entender perfeitamente. Ontem, dia 18 de dezembro, foi dia do primeiro show da Madonna em SP. Mais dois shows acontecerão, no sábado e domingo finalmente, encerrando a tournè promocional do seu último CD Hard Candy chamada Sticky and Sweet (algo como doce e grudenta).
Fomos para o estádio do Morumbi cedo e chegamos no final da fila extamente às 11:30 da manhã. O nosso ingresso era para a pista, no meio do povão, entrada pelo portão 2.





O tempo foi passando, o sol esquentando a cabeça, queimando a pele, tivemos que comprar um guarda-sol para nos abrigar dos raios solares. Apesar de ser um dia nublado, por vezes o sol aparecia forte, daqueles sóis que acontecem em dia que vai chover, ardido, queimando forte. O tempo parecia não passar, a ansiedade ia tomando conta. Vez ou outra aparecia alguma personagem para alegrar o povo como essa "drag-queen" caracterizada como cover de Madonna. E o pior é que de perto parecia mesmo. Rimos muito.

Foi chegando o meio da tarde e o corpo já dava sinais de cansaço. Ficar em pé na fila, sem poder sentar castiga as pernas. Vou fazer 40 anos em fevereiro do ano que vem, já não sou nenhum garoto, e é nessas horas que a gente percebe que o corpo é uma máquina e que essa máquina precisa de ajustes. Mas estava lá por uma boa causa então tentei não me concentrar em dores no corpo, em irritação com pessoas mal educadas, e coisas do gênero.



Quando o relógio atingiu 17:20 já estávamos esperando a abertura dos portões prometida para as 17 h. Passaram vários Audis pretos que eu tentei retratar nesta foto mas ficou muito longe. A gritaria foi intensa. Depois a rotina voltou à fila.




Os portões foram abertos às 18:00 hrs. Quando percebi estava bem na frente do estádio onde se vê o nome do estádio do São Paulo Futebol Clube.

A fila andou rápido, fez um zigue-zaque longo.


Passamos bem ao lado do pessoal do Programa Pânico, o Christian Pior e o Carioca imitando o Ronaldo Ésper. A fila ficava lenta quando passávamos perto deles. Dêem uma olhada no segurança e a raiva dele querendo apressar a fila.


Fomos revistados pelos policiais e passamos pelas catracas. Começou a correria para conseguir um bom lugar na pista. A partir desse momento as fotos começam a ficar ruins pois foram tiradas do celular e na correria.

Essa é a primeira visão do estádio por dentro, ainda estava bem vazio. Continuamos correndo.

Passando por volta do palco, e correndo para o outro lado do palco.

Uma paradinha para a única foto onde apareço. Estou bem a frente do palco e foi exatamente onde estão aquelas pessoas lá ao fundo que ficamos. Muito perto dela, da "deusa" Madonna.


Aqui já estamos no nosso lugar. Dá para ver que há um espaço vazio entre onde ficamos e o pessoal da frente. Aquela galera lá é a galera VIP que pagou 600 reais o convite. Achei que nossa localização foi muito boa, ficamos a uns 25 ou 30 metros do palco. Achei o palco um pouco baixo, poderia ser um pouco mais alto para ficar mais fácil de ver.



Já eram quase 19:00 h. Achei que o estádio não encheria, a movimentação começou a ficar mais lenta, menos pessoas entravam no estádio e as arquibancadas ainda estavam meio vazias.


E a galera VIP foi chegando. Depois ainda chegou uma galera Super VIP, com direito a uísque, champagne. Via-se muita gente famosa e pseudo celebridades. Eu vi a Hortência, a Raica, ex-namorada do Ronaldinho (que tem nome de cachorra), o Fernando Pires (famoso designer de sapatos femininos), aquela que tem um bocâo, Karina Bacchi, uma turma da grife Raya de Goeye, gente muito bonita, todas modelos.



Foi anoitecendo e o estádio se encheu praticamente todo. Às 20:00 h em ponto entrou o DJ Paul Oakenfold. Claro que ele animou bastante, principalmente por que estávamos já muito cansados e queríamos dançar. Mas confesso que esperava mais dele. Já o conhecia pois tenho vários sets dele baixados da internet. O cara é bom, mas no pré-show tive a impressão de estar participando de uma balada trash, daquelas que só fica tocando músicas dos anos 80. Esperava músicas mais atuais. Teve até Sweet Dreams da Annie Lenox remixado por ele. O show foi curto, uns 40 minutos, e saiu do palco. Ficamos apreensivos, achando que o show ia começar. Já não tenho palavras para explicar o cansaço que eu sentia nesse momento. Por volta das 21:00 h, 10 horas em pé, dores nas articulações dos pés, do joelho, muita dor nas costas. Uma dorzinha de cabeça irritante, pois ficamos sem almoço e sem beber. Só comemos alguns salgadinhos vendidos em porta de estádio, precisávamos de comida decente. E de água.



A adrenalina estava a mil. Queríamos muito que o show começasse. Muita irritação no ar por causa dos atrasos (o show estava prometido para as 20:00 e começou com duas horas de atraso). Eu pensava: _ Não tenho mais idade pra isso, que é que eu estou fazendo aqui??? Podia esperar o show sair em DVD e pronto, mas não, tive que ir... exatamente as 22:00 h as luzes do estádio se apagaram e começou uma espécie de catarse coletiva, só de lembrar chega a arrepiar. Não sei como dizer, que palavras utilizar para colocar a emoção que senti no texto desse blog. Era um sonho que eu tinha desde muito tempo. Cresci ouvindo Madonna, sempre fui seu fã e não pude participar do show dela em 1993 também em SP. Eu posso dizer que ontem fui muito, muito feliz. As luzes se acenderam no palco.



Os "Ms" de Madonna acenderam-se juntamente nos cantos do palco. Percebam como eu estava perto.



Olhei para trás e o estádio estava completamente lotado.

A partir daqui foi pura emoção. O show é inexplicável, uma experiência única de sons e multimídia. No centro do palco há uma espécie de armação em camadas, cheia de leds, que permite a formação de imagem de vídeo sobre ela, mas é uma armação vazada e coisas acontecem dentro dessa armação. Nunca tinha visto nada igual em toda a minha vida.



Essa armação começa a se abrir e de dentro dela sai Madonna, sentada em um trono (trono sim, por que ela é uma rainha, uma "deusa").

De repente ela começa a desfilar todos os seus sucessos. Não consegui tirar nenhuma foto boa por que há muita luz por trás dela, que ofusca a câmera.

O set list completo do show é este:
Intro/Candy Shop - Música do novo álbum. Começo vigoroso do show.
Beat Goes On - Também do novo álbum, tem uma levada melhor que a do CD. Aqui ela aparece com um remix forte, dançante e leva o estádio ao delírio.
Human Nature - Faixa do CD Bed Time Histories. Já era uma música que eu gostava muito, no show aparece com uma roupagem totalmente nova, um guitar remix poderoso. O que é bem diferente também de outras fases da Madonna. Percebo que ela está bem roqueira, empunhando guitarras, tocando instrumentos.
Vogue - Nessa literalmente o estádio veio abaixo. Podia-se sentir o Morumbi tremendo. Pura emoção.
Video Interlude - Die Another Day - Um video muito bonito, serviu para a troca de roupa da rainha.
Into The Groove - Primeira música da Madonna a atingir o número um da parada britânica. Vem com um remix poderoso, electro, que eu vou procurar hoje na internet. Muito bom.
Heartbeat - Do álbum novo, não tenho muito o que comentar, pois ainda não ouvi muito esse CD. Mas é uma música bonita.
Borderline -Para mim o momento alto do show, sem dúvida a melhor apresentação dela. Essa música é do primeiro álbum da Madonna. Na minha opinião é a melhor música de toda a carreira dela. No show aparece com roupagem diferente, moderna, guitar remix, totalmente emocionante. Fui às lagrimas literalmente. Aqui eu percebi que meu sonho de adolescente estava realizado, eu já estava vendo a Madonna em carne e osso, ali na minha frente.
She's Not Me - Outra do CD novo, nessa ela desfaz todas as imagens que ela já teve antes, a de Material Girl, a de Express Yourself, a de Erotica, etc. Meio querendo dizer, essas imagens antigas (elas) não são eu (She´s not me).
Music - Maravilhosa, muito dançante, outro momento alto do show.
Video Interlude - Rain/Here Comes The Rain Again - Mais um vídeo para troca de roupa, eu particularmente adoro essa música da Annie Lennox.
Devil Wouldn't Recognize You - Outra do CD novo. Muito boa a música, uma das poucas novas que eu sei a letra para acompanhar.
Spanish Lesson - Essa começa a seção espanhola do show. Música do CD novo.
Miles Away - Música bonita, melodia deliciosa, tocada só na guitarra com poucos acompanhamentos pela própria Madonna. Preciso ouvir mais essa música.
La Isla Bonita/Lela Pala Tute - Outro momento alto do show. Vídeos de efeitos fantásticos, como se fosse um caleidoscópio. A música recebeu nova roupagem, muito moderna. No final uma música que deve ser tradicional na Espanha, ainda vou pesquisar. Os dançarinos dão um show.
Doli Doli (Live interlude - Romanian folk song) - Enquanto os músicos tocam e cantam essa música a Madonna só fica sentada, ouvindo, batendo palmas, como se fosse um lual.
You Must Love Me - Para mim o segundo momento alto do show. Novamente chorei. Essa música é do filme EVITA e visivelmente Madonna a canta com emoção. De arrepiar até quem não gosta dela.
Video Interlude - Get Stupid (About saving the planet) - Um vídeo com imagens fortes, de guerras, de corpos mutilados, de intolerância, de destruição do planeta, enfim, o lado político de Madonna aflora. No fim do vídeo aparecem 3 imagens de Barack Obama. E o estádio, surpreendentemente, vem abaixo. Dá pra entender que ele é uma esperança para todos.
4 Minutes - No telão Timbaland, e Justin Timberlake. Arrancam aplausos e gritos da galera. Na foto que não ficou boa, há um efeito de vídeo. Pequenas telas de vídeos, ao todo 4, ficam andando de um lado ao outro, cruzando-se entre si. Nelas aparece o cantor Justim Timberlake. A impressão nítida que se tem é que há 4 Justins dançando em tempo real com a Madonna. Efeito maravilhoso. Tem-se a impressão de tê-lo no palco ali, de verdade.
Like A Prayer - Mais um ponto alto do show, numa versão bem dançante, é uma das melhores performances dela ao lado dos bailarinos. Muita histeria no palco, que é passada para a galera, emoção pura.
Ray Of Light - Novamente com a guitarra em punhos, uma versão rocker para essa música.
Não me lembro se foi nesse momento que ela pede para falar com a "audience". Então ela aponta um rapaz de camiseta verde (não deve ter dormido hoje - rs). Pergunta o nome dele, ao qual ele responde Márcio. Ela não entende, ele repete Márcio. E ela entente macho. Todos riem. Ele repete Márcio, e ela entende Mas 2 (mas two). Confusão total. Ela quer saber qual música ele gostaria de ouvir que não está no set list. Ele pede Like a Virgin. O estádio vem abaixo e canta em uníssono, acapella. Momento maravilhoso, de emoção à flor da pele.
Hung Up - Única representante do último álbum da cantora. Mais remixada que no álbum normal, tem uma ótima aceitação.
Give It To Me (Finale) - Final com chave de ouro. Ela veste a camiseta da seleção brasileira e o estádio todo delira. A apresentação dessa música é um frenesi total, muita movimentação no palco, muita correria, um final realmente fantástico.
Ela senta-se na cadeira onde ela começou o show, e o telão desce sobre ela com os dizeres GAME OVER.
A sensação é de que eu vivi um dos melhores momentos de minha vida. Por essa razão decidi dividir com vocês que acessam meu blog. Ela foi-se embora e deixou comigo a lembrança de estar vivo, e de ter realizado um sonho. Não há sensação melhor que essa na vida. A dor que sentia foi anestesiada, e só voltaria minutos depois, dentro do carro, voltando para Campinas.

16 comentários:

Mari Azevedo disse...

Beto querido, esse show deve mesmo ter sido uma experiência única!! Ai, que delícia.... =D
Fico feliz por saber que você curtiu horrores, são esses momentos que fazem a vida valer a pena, né???
Super beijo

Mari

receitasdapiteca disse...

Um sonho tornado realidade! :)
Espero que tenhas aproveitado ao máximo pois é algo que não acontece todos os dias...Nem nada que se pareca!
Bjcas!

Letrícia disse...

Beto, fiquei arrepiada com a sua descrição do show. Emocionante.

Beijos!

Anônimo disse...

Beto
Só quem foi acho que entende toda essa emoção que vc descreveu. Foi exatamente isso.
Estava do lado oposto ao seu, também na pista, bem atrás dos vips. Não tenho palavras.
Hoje estou acabada, mas com uma sensação de leveza e felicidade que nenhum outro show me proporcionou. Adorei sua descrição. Perfect.

Karla Maria disse...

Beto,
que bom que você viveu emoções tão intensas e se divertiu.
Amei seu relato detalhado, cheio de emoção e fiquei muito feliz por você.
Que essa energia seja frequente em 2009.
Bjs

Anônimo disse...

Oi...vi seus comentarios sobre o show...
Eu irei no domingo...e ficarei nas cadeiras...
nossa agora deu muito mais vontade de ir!! nao vejo a hora!! =D
Tássia

Personal Gourmet disse...

Que bom que você curtiu o show Beto! Eu embarquei minha filha hoje no aeroporto de Brasilia, para São Paulo com a minha ex-cunhada, ela vai assistir ao show no domingo, vai de mais que VIP..rs. Ganhou de presente de quinze anos da minha cunhada... super legal né? Tomara que ela curta tanto, quanto você! Super beijo!

Magia na Cozinha disse...

Beto fico feliz por vc de ter realizado o sonho de ver o seu idolo.
Eu tb gosto da Madonna, mas ainda não fui a nenhum show dela.
Aqui nos EUA só fui uma vez a um show do Elton John, que tb adoro. Foi muito legal e realmente não dá para explicar a emoção. Só quem está lá para saber.
Bjs e bom findi! :)

clau disse...

Hihihihi.
Beto: a sua coerencia em fazer "passo a passo" de tudo e sua devoçao pela Madonna sao, no minimo, de uma singeleza sò, rss.
Nao compartilho esta coisa pela Madonna, mas passei para compartilhar com vc os meus votos de um "Feliz Natal eum Prospero Ano Novo", com a possibilidade de tantos outros momentos que lhe façam se sentir feliz!
Bjs!

Naninha disse...

Nossa isso que é ser fã, acredito que eu não teria essa coragem toda.
Fiquei aqui lendo seu post até o final, é bom ver as coisas do outro lado, até então tinha visto pela tv e não narrado por alguém que realmente passou por tudo que eles mostraram.
Abraços

sonia disse...

Beto ,adorei seu relato ,achei demais!
nem sou de comidas pois meu blog é de diversas coisas ,mas adorei ter ido ao show com vc e olha menino tu é um bebe,imagine eu com 55(tiazona) ,hahahahahaha
mas curtiria muito

KK silveraddiction@hotmail.com disse...

Nossa, eu tava lá na grade da pista 2, e foi emocionante mesmo... mto foda...
Curti o jeito que vc narrou com fotos xD vc ficou mais perto que eu aaaaaaaaargh hehehe...
Ela poderia ter cantado mais músicas pra compensar o atraso mas foi mto bom...
Soh fiquei com raiva de saber q na hora tinha ingresso pista vip sendo vendido por 250 reais na hora grrr.. flws

Renata disse...

Uau Hamilton!!

Ia te ligar perguntando se o Show foi bom, mas depois de ler esse mega relato vejo que vc adorou!

E te conhecendo do jeito que conheço... sei que uma fila de somente 5 minutos te irrita total e absolutamente...

Pra você ter encarado e mesmo assim se sentir maravilhado realmente valeu a pena!!

Beijos e saudades!!

Mirian disse...

Olá Beto!Encontrei seu blog hoje...seu blog me dá fome...rsrsrs
Adorei os bolos! Eu adoro bolo!!rsrs
Muito bom as fotos dos PAPS!
Bjos do outro lado do mundo!rs

Claudia Rumi disse...

Beto, li e vi que tem momentos que o cansaço vence mas sempre tem pessoas que nos fazem rir. Eu estava na arquibancada qdo nada menos que um esguio rapaz com seus amigos, na pista, na parte livre, começou a dançar,se requebrar,esticar as pernas ate o grupo de amigos elevarem seu corpo para o alto com as pernas abertas. Todos da arquibancas aplaudiram para os varios mini espetáculos que ele fez. Sua descrição está otima. bj
Claudia

Claudia Rumi disse...

AH! postei no meu blog para todas visitarem aqui para ver a descrição total que não registrei.
O Dj, tb achei decepcionante pois somente tres ou quatro musicas fizeram a arquibancada tremer.