domingo, 10 de maio de 2009

Coq Au Vin (Frango ao vinho tinto)

Esse é um prato tradicional da gastronomia francesa. Resolvi fazê-lo sem ao certo me dar conta que era o Coq Au Vin. Ontem a tarde estava procurando nos livros aqui de casa alguma coisa diferente pra fazer. Achei essa receita bastante atraente, e então fui ao supermercado comprar os ingredientes. Agora é assim, como não cozinho todos os dias, e não tenho parado em Campinas, sempre que preciso de alguma coisa preciso ir ao supermercado e comprar na hora, e sempre em quantidades pequenas, para não perder nada. Aí, quando cheguei em casa e fui dar uma olhada na receita de novo, percebi em letras miúdas, abaixo do título em português - Coq Au Vin. Claro, frango ao vinho tinto é Coq Au Vin... em francês (Na verdade, GALO, segundo me corrigiu um chatinho que me visita quase sempre). Não tinha me dado conta. O resultado??? Sem sombra de dúvidas, um dos melhores pratos que já provei. Ficou sensacional, e o que é melhor, alta gastronomia, chique. rsrsrsrsrs
DIFICULDADE: Fácil
TEMPO DE PREPARO: 14 horas
CUSTO: R$ 40,00 (por causa do vinho tinto)
RENDIMENTO: 3 porções

Ingredientes para a vinha-d' alhos:
  • 5 coxas de frango
  • 1 cebola média cortada em rodelas finas
  • 1 cenoura média ralada
  • 3 dentes de alho cortados em pedaços grandes
  • 2 pimentas
  • 1 colher rasa de sobremesa de sal
  • 400 mL de vinho tinto de boa procedência, seco



Modo de preparo:

Passo 1: Na panela coloque a cebola, o alho, a cenoura e as pimentas.


Passo 2: Adicione o vinho tinto. Deixe ferver e conte cinco minutos. Desligue o fogo.



Passo 3: Separe o líquido dos sólidos com uma peneira ou chinois. Utilize o líquido para banhar as coxas e deixá-las de molho, pelo menos 12 horas. Deixei de molho do sábado para o domingo. Reserve os vegetais, não os descarte.


Passo 4: Depois de 12 horas de molho, retire as coxas do molho e seque-as uma a uma com papel toalha. Reserve as coxas e a vinha-d´alhos.



Ingredientes para o cozimento:
  • Coxas de frango já marinadas, conforme passos anteriores
  • 50 g de bacon (a receita pede toucinho, mas eu não tinha)
  • 20 g de manteiga
  • 20 mL de óleo
  • Louro
  • Alecrim
  • 1 colher de sopa rasa de farinha de trigo
  • Vinha d´alhos
  • Vegetais da vinha-d´alhos

Passo 1: Coloque o óleo e a manteiga numa panela grande.

Passo 2: Quando a manteiga derreter, coloque o bacon para fritar.


Passo 3: Separe o bacon frito e reserve.


Passo 4: Mantenha a gordura que ficou na panela e frite as coxas de frango por 10 minutos, virando de vez em quando.


Passo 5: Depois de fritas as coxas, reserve-as.


Passo 6: Despreze um pouco de gordura que ficou na panela. Deixe aproximadamente uns 30 ml.



Passo 7: Junte os vegetais da vinha-d´alhos. Isso vai fazer com que se desprenda o queimado do fundo da panela. Serve para melhorar o aroma da preparação.



Passo 8: Deixe fritar uns 3 minutos e então adicione uma colher de sopa rasa de farinha de trigo. Continue mexendo.


Passo 9: Depois disso, adicione a vinha-d`alhos.


Passo 10: Adicione 500 mL de água ou caldo de galinha.


Passo 11: Quando ferver, coloque as coxas fritas, uma a uma.


Passo 12: Adicione as folhas de louro e o alecrim. Deixe-as por uns 5 minutos e depois retire. Deixe o molho cozinhar por 45 a 60 minutos. Corrija o sal.


Passo 13: Enquanto o molho não está pronto, prepare as amêndoas para guarnição. Comprei as minhas em fatias, já. Coloque no forno para torrar um pouquinho.


Passo 14: Quando o molho estiver quase secando, desligue o fogo. Está pronto.


Faça a montagem do prato. Coloque por cima do frango, o bacon que estava reservado e as amêndoas.



Servi acompanhado de batatas coradas e salada de alface, rúcula, agrião, tomates-uva e amêndoas.

A sobremesa foi morangos com chantilly. delicioso.


33 comentários:

Magia na Cozinha disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Beto que refeição maravilhosa!
As fotos ficaram ótimas. As folhas de agrião deram um toque super delicado.
Eu já havia ouvido falar deste prato, mas não pensei que fosse tão simples de ser feito.
De fato, é muito chique!
Bjs :)

Mari disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Beto querido, um felicíssimo dia das mães para você!!!
Já fiz coq au vin em casa, há bastante tempo, e fica realmente uma perdição!! A receita é bastante demorada, mas o resultado vale muito a pena, não é??
Amei teu post, explicando tintin por tintin esse prato tão gostoso... as fotos, como sempre, maravilhosas.
Beijo grande,

Mari

receitasdapiteca disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Amigo, mais uma receitinha fantástica que nos sugeres! Que maravilha, nunca provei por acaso mas parece muito bom!! E essa sobremesa, quem não gosta não é?? :)
Bjcas.

Silvia Arruda disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Este prato é chiquérrimo! Que bom que compartilhou a receita com a gente!

Missy disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

que bom um coq au vin Q
ainda fiz a semana passada,
mas faço de uma maneira diferente, tenho a receita no meu blog.

bjka

anna disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Do que me foste lembrar, adoro este frango escurinho...
Já te disse que adoro os teus passo-a-passo?
Beijinhos.

moranguita disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

hum que bom este frango sxem duvida e um prato cheio de requinte.
beijinhos

Pinduca-Ctba disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Fala Beto, Gostei muito da receita e com certeza vou faze-la em breve.

Aproveitando, acompanho também o blog do István Wessel, colunista da Rádio Band News FM, e por coicidência ele também postou hoje uma receita de coq ao Vin.

http://www.receitasdowessel.com.br/2009/05/coq-ao-vin-frango-ao-vinho.html

Ou ele anda se inspirando no seu blog hahahahah

Abraços

Ricardo disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Vê-se mesmo que esse cock au vin, ficou uma delicia e com um molho desses wow ..impressive, bem inspirador. adorei jinhos :) xxx

Priscila L. Beneducci Afonso disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Oi Beto, não como um Coq Au Vin a anos. Eu sei que é uma delicia mesmo! Daquela vez que fiz, foi a receita da Cozinha Experimental de Claudia, lá elas pedem mini cebolinhas inteiras cruas no preparo. Meu filho era aborrecente puro, quando servi deu um show: Eu tinha passado dos limites, nada de cebola, ele só aceitava cebola ralada, cebola inteira (era mini) era o fim da picada. Eu joguei o pacotinho inteiro da feira na receita, elas ficaram um show. Ele separou tudo, ficou reclamando com visita em casa. Deu vontade. Beijao da Pri

Odete disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Bem diferente do jeito que costumo fazer, mas parece muito bom. Seu passo-a-passo e explicacoes eh tudo!

Beijos

Nana disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Beto querido!
Quando serei convidada para um almoço desse jeito?!
Tu quer matar os seus leitores de desejo não é?!
Tu tá ficando metido demais meu filho.
Assim, reclamarei com SAC do Passo-a-Passo. kkkk
Menino, agora é serio, a comida francesa é a comida que naquela época bolinhas e bolinhas, a culinária mais crise do mundo. Era tudo coisa de pobre esses pratos, agora é um luxo total.
bjs

Cris disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Oi Beto! Estou escrevendo para agradecer o livro! Chegou na sexta-feira, véspera do dia das mães... amei, foi um presente e tanto, eu não tinha nenhum livro de comida oriental, muito obrigada!!! E esta receita deliciosa... com seu passo a passo tudo fica mais fácil!

Alessandra disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Ola,estou escrevendo pra dizer que fiz essa receita e amei,com certeza farei de novo. Adoro seu blog!

Anônimo disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Beto meu nome é Jardel sou de Salvador-Ba, Que delícia...por um acaso estava assistindo ao filme nacional 'CONTADOR DE HISTÓRIAS" e vi uma francesa fazer essa prato e comer com tanta apreciação que fiquei curioso. Agora ver a receita no seu blog foi tudo, vou fazer para este final de semana. Obrigado pelo post.

Patthy Soto disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Gente que maravilha!!!!
So de ler a receita ja deu agua na boca...
vou fazer agora pra amanha eu comer..hummmm
que delicia deve ser!!!!

Anônimo disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

A última vez que comi esse prato foi na minha adolescência. A minha irmã fazia. Agora, com 60 anos achei a sua receita e é a mesma que eu tanto gostava. Vou fazer ainda hoje e voltar ao passado saboreando coq au vin. Obrigada.

Anônimo disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Gostei muito da sua receita, pois não precisa ficar ao fogo por horas... O sabor é divino!!!! E não é preciso usar uma caçarola " Le creuset". Adorei!!!

elias disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

então hombre... estou me busca dessa receita para elaborar junto a alugns amigos no fi de semana.. percebo que existem variações quase infintas para esse prato, logo todos deixam a boca cheia de água mesmo.. agradeço as dicas e fotos que são muito legais.. adorei..

Marcelo disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Fiz e gostei, mas esperava que ficasse mais gostoso. De fato não é uma das melhores comidas que já fiz.

Mannuh Aguiar disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

A explicação está pefeita, vou tentar fazer com certeza!! Obrigada!! Abraço...

Dudu disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Olha... a receita me pareceu bem apetitosa. Mas definitivamente, não é um coq au vin.

Coq au vin é tradicionalmente feito de Galo, e não frango. Deve ficar horas cozinhando (2h+) até que se tenha uma consistência "comível".

Mas vale a idéia para uma comida um pouco mais rápida, e com certeza muito boa também.

Um abraço!

Aline disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Fiz essa receita e gostei, o sabor ficou especial. Só me atrapalhei com as coxas de frango. A pele ficava meio solta, saindo... e eu sou da turma que prefere peito. Será que posso substituir por esse corte da próxima vez? Abraços!

BETO disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Aline, você pode usar o peito sim. Eu só não usei por que acho o peito muito seco. Abraços.

Grazielle Custódio disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Excelente receita, orientações, fotos. Segui-a e ficou maravilhoso! Parabéns pelo site!!!

Anônimo disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Fiquei com muita vontade de provar! Assim que puder, farei. Tenho um vinho la em casa.. acho q eh vinho do porto, serve?

BETO disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

@Anônimo

Acho o vinho do porto muito doce, não sei se ficaria bom.

Guardo em meu peito um sonho de amor! disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Obrigada pela resposta qto ao vinho do porto. Vc poderia me indicar o nome do vilho que vc usa?
To doida pra fazer esse prato.
obrigada!

BETO disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

@Guardo em meu peito um sonho de amor!

Use um vinho tinto seco barato, não precisa comprar vinho caro não. Vá na seção dos vinhos brasileiros e compre um da vinícola Aurora, ou Casa Valduga. Mas tem que ser vinho tinto seco. Abraços.

Anônimo disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

O gosto do vinho no frango fica bem marcante? É q não sou fã de álcool... mas tem receita q mascara bem... é esse o caso?

BETO disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Neste caso o sabor fica bem marcante, acho que vc não vai gostar. Abraços.

Anônimo disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

simplesmene divino!!! muito saboroso!!!

Fernando Colletti disse... [RESPONDER COMENTÁRIO]

Bom dia,

Fiz a receita no sábado para domingo, e só não coloquei a farinha de trigo, e graças a Deus , ficou muito bom!