sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Costelinha de porco com Ora-Pro-Nobis



Receita mineira que leva Ora-Pro-Nobis em sua preparação, um ingrediente muito comum por aquelas bandas e bastante apreciado. Eu sou um fã desse vegetal, acho muito gostoso e combina bem com carnes e tenho dois pés na sacada do meu apartamento. Já tinha feito uma receita com frango, no início no meu blog, mas agora resolvi fazer com costelinhas de porco ao vinho.
 

Ingredientes:

  • 1 quilo de costelinha de porco
  • 150 mL de vinho tinto
  • meio limão siciliano
  • 1 colher de sobremesa de sal
  • 1 colher de sobremesa de pimenta do reino em grãos
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • alguns ramos de alecrim
  • alguns ramos de tomilho
  • folhas de ora-pro-nobis





Modo de preparo:

Passo 1: Corte a costelinha entre os ossos. 




Passo 2: Coloque a costelinha dentro de um saco plástico de cozinha.



Passo 3: Adicione os ramos de alecrim e tomilho .




Passo 4: Adicione a pimenta do reino, o suco de limão e o sal.



Passo 5: Adicione o vinho e misture bem para formar a marinada. 



Passo 6: Feche bem o saco plástico e leve a carne à geladeira por 2 horas.




Passo 7: Enquanto a carne fica na geladeira, já deixe bem lavadas as folhas de ora-pro-nobis.



Passo 8: Depois de 2 horas de marinada, retire as carnes do saco plástico, retire os temperos, mas reserve a marinada. 





Passo 9: Numa panela grande (usei de barro), coloque o azeite.



Passo 10: Quando estiver quente, adicione as carnes. 



 Passo 11: Quando a carne estiver dourada, vire os pedaços.




Passo 12: Adicione a marinada coada.



Passo 13: Deixe cozinhando e vá testando a maciez. Caso a marinada secar e a carne ainda estiver dura, adicione mais água. Deixe secar bem depois.



Passo 14: Quando o caldo praticamente secar por inteiro, adicionar as folhas de ora-pro-nobis e desligar o fogo. Mexa para misturar com a carne. 


 Sirva com guarnições de sua preferência.



2 comentários:

Léia disse...

Oi Beto, quase ninguém conhece ora pronobis hoje em dia.Realmente é de origem mineira, conheço porque minha familia é mineira.Mesmo sendo mineiros quase não utilizam, adoraria
provar.Nunca comi, só via o pé das folhas no quintal, por isso conheço.
Essa costelinha ficou um arraso.
Adorei a receita.Farei um dia desses depois te conto como ficou.Beijos tenha um ótimo final de semana.

Piteca disse...

Que delicia Beto! :)
Tenho um desafio a decorrer neste momento no meu blog, não queres participar? Conto contigo!
Beijinhos doces.